quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

MP recomenda que prefeito de Governador Mangabeira anule contrato com escritório de advocacia que receberia verba do Fundef


O Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Laise de Araújo Carneiro, recomendou que o prefeito de Governador Mangabeira anule o contrato e suspenda quaisquer pagamentos junto à Sociedade de Advogados Caymmi, Dourado, Marques, Moreira e Costa Advogados Associados para o recebimento de diferenças de verbas oriundas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef). Segundo a promotora de Justiça, a manutenção do contrato pelo Município implicará no pagamento de cerca de R$ 6.618.000,00 ao escritório de advocacia. O valor corresponde à diferença decorrente da subestimação do valor mínimo anual por aluno repassado pelo fundo, explica ela.

A recomendação segue orientação da Procuradoria-geral de Justiça, Ediene lousado, que orientou, em janeiro deste ano, que os promotores de Justiça com atuação nas áreas de Educação e na Defesa do Patrimônio Público a fiscalizarem a correta aplicação dos recursos da educação. A recomendação da PGJ prevê, dentre outras medidas, que seja verificada a legalidade dos atos praticados pelos gestores públicos na contratação de escritórios de advocacia, visando o ajuizamento de ações para recebimento de verbas de diferenças oriundas do Fundef.

Justiça decreta prisão preventiva de acusado de matar jovem com soco no rosto

A Justiça decretou hoje, dia 15, a pedido do Ministério Público estadual, a prisão preventiva de Edson Rodrigues dos Santos, acusado de provocar a morte do jovem Kaíque Moreira Brito, de 22 anos, atingido por um soco no rosto e um chute no abdome quando caminhava pela rua Manoel Barreto, no bairro da Graça, na sexta-feira de Carnaval, dia 9. Ao proferir a decisão, o juiz Álvaro Marques de Freitas Filho considerou a “gravidade do crime” aliada “à sua repercussão social”. Segundo a decisão, Edson Rodrigues afirmou em interrogatório que agrediu o rapaz porque se lembrou da fisionomia de um indivíduo que teria lhe roubado e agredido no circuito do Carnaval. A ação criminosa foi gravada pelas câmeras de vigilância de um edifício residencial localizado na rua.
A pedido do MP, foi decretada pelo juiz Álvaro Marques a prisão preventiva de Averaldo Ferreira da Silva Filho, preso em flagrante ontem, dia 14, durante o arrastão no bairro de Ondina, após tentar furtar um aparelho celular e dar um soco no rosto da vítima. Segundo a decisão, há informações de que Averaldo Ferreira integra o Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública e que responde na Justiça por duas ações penais, o que, afirma o juiz, deixa “clara a possibilidade de reiteração criminosa do conduzido, que deve ter sua liberdade cerceada a bem da sociedade em geral”.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Entendeu Kannario que são os verdadeiros parceiros do seu mestre.



Entendeu Kannario que são os verdadeiros parceiros do seu mestre. 
Na hora da merda o problema e seu!

Na hora de usar,samos parceiros.

Na hora da coletiva são os outros.


Do
Bahia.Ba
Neto sobre cancelamento de Kannario: ‘Problema dele, não meu’
Fotos reprodução do Google do prefeito ACM Neto (DEM),na terça feira(13), de carnaval em coletiva no camarote oficial da prefeitura de Salvador,com os aliados, o prefeito de São Paulo João Dória(PSDB),da ração humana, o presidente da câmara dos deputados Rodrigo Maia(DEM), que votou a reforma trabalhista e da previdência e de quebra o aliado numero 01 Temer(MDB).o vampiro do Brasil. Todos estão fazendo merdas, já foram denunciados pelo MP,por delatores da Odebrecht, por corrupção,propina e caixa 2. Mas são parceiros. Entendeu!!

Toquei 25 anos vendo do trio a violência acompanhar a alegria



Mais uma reflexão sobre a violência no Carnaval de Salvador,dessa vez é o cantor e compositor Manno Góes, que esteve boa parte de sua carreira artística em cima de um trio e viu como poucos todos os tipos de violência. Ele publicou esse texto, em sua pagina no Facebook,e o blog tomou a liberdade de reproduz. Para reflexão,vale apena ler e refletir!!!


Toquei 25 anos vendo do trio a violência acompanhar a alegria.
Vivi muitas alegrias!
Mas...
Vivi momentos muito tristes:
Vi facada.
Vi socos gratuitos derrubando foliões que só brincavam e olhavam para cima.
Vi mauricinhos brigando com cordeiros e tomando chute no rosto.
Vi negros fortes se defendendo de ofensas inesperadas derrubando bêbados brancos de abadás.
Vi mulheres negras tomando tapa de outras mulheres negras.
Vi patricinhas louras puxando cabelo de outras patricinhas por ciúme do namorado.
Vi garotos brancos brigando com outros garotos brancos como se estivessem em uma guerra.
Vi mulheres de abadás tomando soco no rosto de cordeiras.
Vi pessoas brancas de abadá cheirando lança caindo de cara no chão, quebrando queixos e dentes, dentro do bloco.
Vi tiros sendo disparados para o alto.
Vi garotos fortes brancos vestidos de filhos de Ghandi batendo em magrelos pretos.
Vi magrelos pretos batendo de galera em garotos brancos vestidos de Ghandi.
Vi e presenciei muita violência gratuita.
E sempre percebi uma coisa:
Brancos de abadás brigavam entre si.
Negros pobres de favela trocavam socos entre si.
A violência não era privilégio da favela.
Não é.
No meio da alegria e celebração sempre houve gotas de sangue derramadas.
Sempre.
Desde meu primeiro carnaval, em 1992.
E hoje, pela TV e internet, vejo a violência presente, como sempre.
E a polícia militar, especialmente, presente nessas cenas lamentáveis.
E então a pergunta: a polícia está promovendo a violência?
Vi muitas vezes a polícia passando como um trator, empurrando quem estivesse pela frente 
para passar.

Mas sabe o que vi também?
Vi polícia militar protegendo mulheres grávidas da confusão.
Vi a polícia militar e civil impedindo que uma briga entre gangues se propagasse.
Vi policiais socorrendo crianças perdidas e velhos passando mal.
Enfim...
A violência existe. Sempre existiu.
Entre erros e acertos, o trabalho da polícia durante o carnaval de Salvador sempre foi importante.
Se há excessos, que sejam observados e punidos.
Mas não devemos também nos exceder nas críticas.
Não haveria carnaval sem o trabalho da polícia.
Também quero uma polícia mais pacífica.
Covardia é covardia de qualquer lado: e os dois lados estarão errados quando houver covardia.
Como dizemos aqui na Bahia: “respeita a poliça”.
Foto: reprodução Google

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Bunda mole: Crítica de Kannário a Neto vira 'faringite', cancela shows e gera tensão entre Saltur e SSP



Foto Google

Bunda mole
Neto criou um monstro, e agora penaliza o povo do Subúrbio que já tem o carnaval fraco com prejuízos financeiros.
Crítica de Kannário a Neto vira 'faringite', cancela shows e gera tensão entre Saltur e SSP
Do
Bocão News

Como diz o velho ditado popular, 'a gente colhe o que planta'. E não foi diferente com o cantor e vereador do PHS, Igor Kannário. Após falar de cima do trio elétrico, enquanto arrastava a pipoca no circuito Osmar, no Campo Grande, na segunda de Carnaval, que o prefeito estava ausente da festa e que "só dá moral a bunda mole', a resposta veio de imediato.
Com apresentação confirmada para esta terça-feira (13), no bairro de Periperi, às 20h, a primeira represália. Show transferido para a madrugada. Para não ficar tão evidente a reação do prefeito, a Saltur tratou de mandar nota e afirmou que "a pedido da produção de Igor Kannário o show do cantor foi transferido para 01h, no Palco do bairro de Periperi. De acordo com a produção o cantor está com rouquidão e neste momento passa por avaliação médica".
Entretanto, o que parecia apenas uma resposta do prefeito virou um embate entre a Saltur e a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP). Isso porque, o aparato policial montado para o show de Kannário estava confirmado e organizado para às 20h. Com a mudança do horário, a SSP foi taxativa: "não fomos consultados e a alteração compromete a ação policial". Em nota enviada ao BNews, a SSP informou que "o efetivo policial para atuar nos três principais circuitos do Carnaval de Salvador e nas festas que acontecem nos bairros da capital está mantido conforme o planejamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e divulgado antes do início da festa".
Ainda na nota, a SSP esclarece que foi informada, apenas na tarde desta terça, do adiamento do show do cantor Igor Kannário no bairro de Paripe de 20h de hoje para 1h30 da madrugada (de terça para quarta de cinzas). "O fato compromete a operação planejada pela secretaria, que lamenta a decisão da Prefeitura. A SSP ressalta que não foi consultada pela gestão municipal sobre a mudança e avalia que o show desse artista não é adequado para novo o horário definido".
Procurada, a assessoria da Saltur não soube informar se a SSP havia sido comunicada. O presidente da Saltur, Isac Edington também foi procurado, mas não respondeu às mensagens e o celular estava na caixa.
Com um clima já instável no último dia da folia e a segurança pública colocada à prova, Kannário foi vencido. Em nota enviada à imprensa, a assessoria do cantor comunicou que "após ser diagnosticado com faringite bacteriana, o cantor Igor Kannário cancelou, por recomendação médica, as duas apresentações que faria nesta terça (13). O cantor se apresentaria no palco de Periperi e, posteriormente, seguiria para a cidade de Madre de Deus. Ontem (12), o cantor arrastou uma multidão quando passou pelo circuito Osmar (Campo Grande)".
Sendo assim, às vésperas da famosa quarta de cinzas, o Kannário que falou demais se recolheu, Neto respondeu e a PM, após ser alvo constante do artista, deu o veredito final.

Quem precisa se informar? O criador ou criatura? Após crítica de Kannário, Neto dispara: ‘Vereador precisa se informar’




Quem precisa se informar? O criador ou criatura?

Do
Bahia.ba

Após as críticas feitas pelo cantor-vereador Igor Kannário (PHS), durante passagem na tarde de segunda-feira (12) pelo Circuito Osmar (Campo Grande), o prefeito ACM Neto (DEM) disparou que “o vereador precisa se informar melhor antes de falar”.
“Ele cometeu um erro dizendo que a prefeitura, não falou da prefeitura diretamente, mas dando a entender que se estava trazendo atrações de fora. A prefeitura, diferente até do Governo do Estado, só contratou atrações da Bahia”, afirmou ao bahia.ba.
A assessoria de Kannário chegou a corrigir a fala do cantor e justificar que a crítica era para o governo da Bahia.
Neto comentou ainda sobre a passagem da pipoca do ‘Príncipe do Gueto’, que gerou desmaios e brigas ao longo do desfile. “Foi mais confuso do que nos anos anteriores. Até 2017, tinha sido tudo bem. Ontem foi muita gente, dificuldade para andar. O relato que tenho é que foram 40 minutos para passar apenas no Campo Grande. Vamos ver nos próximos anos como isso poderá ser ajustado”, destacou.

Sem apoio de órgãos públicos,o carnaval tradicional de comunidade Quilombola de Ilha de Mare,sobrevive.



Fotos Selma Sousa


Segundo Selma Sousa líder comunitária e moradora de Praia Grande em Ilha de Maré,que publicou as fotos e vídeo no Facebook .
Este é o carnaval de Ilha de Maré Comunidade Quilombola de Praia Grande realizado pelos moradores. Ver Anastácia(Bloco Cultural ), sem ajuda do Município e do Estado como sempre abandonam Ilha de Maré,diz Selma.

Lauro de Freitas :Bebê de oito meses é resgatado após ser abandonado no Carnaval



Do
Atarde

Um bebê de oito meses foi resgatado por policiais militares, na noite desta segunda-feira, 12, depois de ter sido abandonado em um carrinho no final de linha de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, onde ocorria uma festa de Carnaval.
Segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os PMs faziam rondas no local quando um folião relatou de ter visto uma criança sozinha, em um carrinho.
Depois de terem recebido a informação, os policiais encontraram a criança no local indicado. Em seguida, o bebê do sexo masculino foi levado para o posto policial. De lá, os policiais acionaram o Conselho Tutelar.
Até o momento, nenhum familiar da criança procurou os policiais ou o Conselho Tutelar.

Luciane Reis : Sobre a Pipoca de Kannario




O texto é de Luciane Reis,publicado na pagina do Facebook e o blog reproduz como forma sim de reflexão vale apena ler!!!
Sobre a Pipoca de Kannario
Precisamos falar sobre a pipoca de Igor Kanario. Precisamos falar não do seu ou meu gostar do mesmo, mas do direito a periferia de ter uma pipoca do tamanho da gourmet do Baiana System e serem tratadas de maneira diferenciadas.
Sei que Igor atrai os jovens que o estado e município não dialoga, mas são esses mesmos jovens ponto de pauta e discurso de militantes diversos. É preciso se abrir um dialogo franco com o Governador Rui Costa e o prefeito Acm Neto. Não dá para um massacre daquele acontecer na avenida sobre nossos olhos e total silêncio. Não é possível aquele massacre acontecer em frente ao camarote e olhar dos vereadores e esses se calarem.
Temos uma cidade violenta com a juventude negra, por não entender sua comunicação e cultural marginal ( de a margem) e em especial por toda carga de preconceito e certeza de impunidade. O que a Policia Militar e a Guarda Municipal fizeram ontem antes de entrar no circuito das tvs, é um ABSURDO!!!
Violência gratuita destes ditos profissionais de segurança por não consegui passar ( devido a grande quantidade de gente) e principalmente por não gostar das caras e danças. Onde fica o Observatório Racial e o Centro Nelson Mandela neste momento? Quando nossos gestores vão parar de fazer o debate de Kannario e as drogas, e vai discutir pipoca de Kanário e direito a cidade e se aglutinar diante do que se gosta?
Não há briga ( no circuito oficial) por parte dos foliões da referida pipoca. Há um medo da segurança pública daquela quantidade de negros reunidos no mesmo espaço. Prestar atenção na ação do estado e município diante desta, é entender que essa cidade NÃO nos quer e tem pavor da gente reunido em um único espaço. Se Kannario é um artista ou não, esse não é o debate inicial, se essa pipoca tem que ser espancada, trucidade e massacrada por acompanhar esse é o ponto. Afinal, a repressão com que esses são atacados na avenida reflete a postura da policia e guarda no cotidiano da cidade quando esse se reúnem.
É angustiante ver o estado e município em ação!

Chocolate produzido por estudantes é degustado em camarote



Esse ano, o Camarote Planeta Band, localizado no bairro de Ondina, em Salvador, está com uma novidade. No espaço 'Energizódromo', os alunos do Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep Empreende Bahia) estão oferecendo uma degustação de produtos elaborados com o cacau do sul da Bahia.
Neste quinto dia oficial da folia, o público pode saborear produtos como fondue e barrinhas que chegam a 80% de puro chocolate. “É muito bom ver coisas novas aqui. O chocolate é muito importante porque dá uma energia para a gente nesse carnaval”, destacou o analista de sistemas Paulo Dantas.
No espaço, o folião encontra também a matéria-prima do chocolate – semente do cacau (amêndoas) – e frutas como a uva de Juazeiro e o morango produzido em Morro do Chapéu, além do suco do mel do cacau de Ilhéus. Tudo com sabores e componentes nutricionais capazes de proporcionar mais energia a quem está curtindo a folia.
Foto:GOVBA